Os governos de Venezuela e Argentina expressaram solidariedade às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Além disso, o Uruguai anunciou que enviará um helicóptero e tripulação de sua Força Aérea para auxiliar nos resgates.

A Argentina expressou “solidariedade e condolências” aos familiares das vítimas, colocando à disposição “toda a ajuda imediata” para atendimento dos afetados.

O chanceler da Venezuela, falando em nome do presidente Nicolás Maduro, também mostrou e apoio aos brasileiros.

As fortes chuvas que atingiram o estado brasileiro causaram inundações recordes, deixaram Porto Alegre debaixo d’água e causaram dezenas de mortes e feridos.

Quase dois terços das cidades afetadas

Quase dois terços das cidades do Rio Grande do Sul foram afetadas pelas tempestades devastadoras que ocorreram ao longo da semana, segundo balanço divulgado neste sábado (4) pela Defesa Civil. De 497 municípios, 300 foram atingidos.

Neste sábado, o rio Guaíba atingiu impressionantes 5,10 metros, superando em muito o recorde histórico de 1941, que era de 4,76 metros.

O nível do Guaíba deve permanecer acima dos cinco metros durante dois ou três dias, conforme informou o hidrólogo da Sala de Situação do Estado, Pedro Camargo.

*com informações de André Rigue, da CNN

Fonte: CNN Brasil