A Justiça Federal tornou público o vídeo da audiência de custódia do ex-jogador Robinho. Ele cumprirá pena de nove anos de prisão no Brasil em razão da condenação na Itália pelo crime de estupro cometido em 2013.

Entre as perguntas respondidas, Robinho disse ao juiz Mateus Castelo Branco Firmino da Silva que não sofreu nenhum tipo de tortura no momento da prisão e que os três filhos – de 18, 12 e 8 anos – estão com a mãe (assista abaixo):

O procurador Felipe Jow Namba e o advogado de Robinho, Sérgio Henrique Cotrim Moliterno Júnior, não fizeram questionamentos ao magistrado, que finalizou a audiência de três minutos nessa quinta-feira (21/3).

Condenação de Robinho

Robson de Souza, o Robinho, cumprirá pena de nove anos de reclusão por estuprar uma mulher albanesa na Itália, em 2013. À época, o atacante jogava pelo Milan.

A Justiça da Itália condenou Robinho em última instância – isto é, sem possibilidade de novos recursos – pelo Tribunal de Milão em janeiro de 2022. O jogador forçou uma mulher a ter relações sexuais com ele e outros cinco homens há 11 anos, na boate Sio Café.

Quando recebeu a condenação por estupro coletivo, Robinho residia no Brasil. Como o país não extradita brasileiros natos, ele permaneceu em liberdade. Contudo, em fevereiro de 2023, a Justiça da Itália fez pedido de homologação da sentença – ou seja, solicitou que o ex-atleta cumprisse a pena pelo crime em solo brasileiro.

Na quarta-feira (20/3), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que Robinho cumprirá a pena no Brasil. Nessa quinta (21/3), o ministro do STF, Luiz Fux, negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-jogador minutos antes da prisão definitiva.

Carreira de Robinho

Atacante habilidoso e driblador, Robinho ficou famoso pelas pedaladas. Ele começou a se destacar com apenas 18 anos pelo Santos, que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002. Três anos depois, foi vendido ao Real Madrid por US$ 30 milhões (cerca de R$ 71 milhões, na cotação da época).

Robinho chegou como estrela na Espanha, mas teve desempenho abaixo do esperado. Lá, foi bicampeão espanhol e conquistou uma Supercopa. Na Europa, também defendeu Manchester City, da Inglaterra, e Milan, da Itália (onde ocorreu o caso de estupro).

O atacante ainda vestiu as camisas de Guangzhou (China), Atlético, Sivasspor (Turquia) e Basaksehir (Turquia), além de carreira longeva pela Seleção Brasileira – 29 gols em 102 jogos.

Segundo o site OGol, Robinho contabilizou 278 gols em 874 jogos em 18 anos como atleta profissional. O fim da trajetória, em 2022, veio de forma “forçada”, já que o atacante não encontrou um novo clube devido à repercussão da sentença na Itália.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *