Lincoln Sena Pinheiro e Laércio Souza dos Santos, músicos da Osba, e o namorado de Lincoln, Marcelo Rodrigues, no momento que saíram da audiência de custódia | FOTO: Reprodução/TV Bahia |

Os quatro homens suspeitos de matar um homem espancado na madrugada de sábado (23), no Corredor da Vitória, bairro nobre de Salvador, tiveram as prisões preventivas decretadas nesta segunda-feira (25) após audiência de custódia. Dois deles são músicos da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). Eles teriam reagido a um assalto e espancado o suspeito até a morte.

A vítima, que estava sem documentos no momento do crime, foi identificada como Wiley Santos da Conceição, através da impressão digital. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

Morador suspeito de participar do crime saindo da audiência de custódia | FOTO: Reprodução/TV Bahia |

O corpo dele seguia no Instituto Médico Legal (IML) de Salvador até a última atualização dessa reportagem. Informações iniciais apontam que ele era uma pessoa em situação de rua.

Lincoln Sena (flautista) e Láercio Souza (violista) são colegas da Osba | FOTO: Reprodução/Redes Sociais |

Os nomes dos suspeitos presos são:

Lincoln Sena Pinheiro (flautista da Osba);

Laércio Souza dos Santos (violista da Osba);

Marcelo da Cunha Rodrigues Machado (namorado de Lincoln);

Sérgio Ricardo Souza Menezes (morador da região que presenciou a confusão e se juntou ao trio).

Os namorados Marcelo Rodriguez e Lincoln Sena são suspeitos de cometerem o crime | FOTO: Reprodução/Redes Sociais |

O que dizem as defesas

Em contato com a TV Bahia, o advogados dos jovens, Vinicius Dantas, disse que seus clientes imobilizaram o homem.

“Esse rapaz tentou assaltar os meus clientes, agrediu os meus clientes, que reagiram, imobilizaram, ligaram para o 190, chamaram a polícia, esperaram a polícia chegar no local. No momento, eles soltaram o rapaz pra polícia imobilizar, ele ainda estava com vida, mas antes da polícia encostar nele, ele veio a falecer”.

O advogado Danilo Silva, defensor de Sérgio, o morador da região que se envolveu no caso ao passar pelo local, disse que seu cliente apenas tentou apartar a briga e também ligou para o 190. Ele teria dito: “tentei dar socorro aqui, mas parece que ele foi apagado”, relatou Silva.

Os suspeitos já prestaram depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e foram levados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) para exame de corpo e delito.

Entenda abaixo o que aconteceu:

O casal Lincoln Sena e Marcelo da Cunha, acompanhado do amigo, Laércio Souza, andavam pela região quando foram abordados pela vítima por volta das 4h;

A vítima teria anunciado o assalto e os três reagiram;

Um morador da região, identificado como Sérgio Ricardo, se juntou ao grupo no espancamento;

Moradores relataram que ouviram o barulho e acionaram a Polícia Militar;

Os agentes foram ao local e encontraram a vítima morta;

Os suspeitos foram presos em flagrante.
A ocorrência foi registrada no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), para onde os suspeitos foram levados.

Homem morre após ser espancado em bairro nobre de Salvador | FOTO: Arquivo Pessoal/G1 |

Em nota, a Osba informou que a Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), gestora da Orquestra, tomou conhecimento sobre o espancamento durante a manhã e que vai aguardar o seguimento das investigações, para voltar a se posicionar sobre o caso.

Ressaltou ainda que o espancamento aconteceu fora do ambiente de trabalho de Lincoln Sena e Laércio Souza, flautista e violista da Osba. As informações são do g1.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *