Foi inaugurado nesta segunda-feira (17) o Centro Vocacional Tecnológico Espaço Fazer de Camaçari, ou Maker Space. A unidade, considerada a maior do Norte e Nordeste do Brasil, está localizada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba). Idealizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o ambiente incentiva a criatividade, experimentação e aprendizado prático. O equipamento tem investimento de R$ 1 milhão, resultado da parceria com o Governo Federal.

O estudante de Eletrotécnica, Caio Nunes Santana, vai utilizar os equipamentos e tem grande expectativa. “O Campus Camaçari já tem uma tradição de apresentar coisas inovadoras, e agora com essas ferramentas, vai permitir que seja feito com uma melhor qualidade, abrindo uma enorme possibilidade para várias coisas e eu estou muito curioso para ver o que vai vir”.

O Maker Space é aberto tanto para estudantes, quanto para pessoas da comunidade que tenham algum projeto, que demande às ferramentas e tecnologias do equipamento. A reitora do Ifba, Luzia Mota, comemora o trabalho conjunto, que vai proporcionar mais desenvolvimento para a comunidade. “Nós estamos muito felizes por estar entregando esse equipamento para a sociedade, uma parceria muito produtiva com o Governo do Estado. Então, para nós é uma felicidade poder entregar esse equipamento para a comunidade de Camaçari”.

Considerado o Espaço Fazer tem por base a cultura maker, que busca incentivar o uso de ferramentas digitais, equipamentos eletrônicos e máquinas para prototipagem 3D, bem como fomentar o ecossistema de inovação local. O titular da Secti, André Joazeiro, destaca a importância dos laboratórios para o setor.

“Aqui é um centro de capacitação e de formação para difusão, interiorização da política de educação tecnológica, mas também um centro de operação, de produção, de protótipos de ideias inovadoras, tem tudo aqui. Os equipamentos, em cada sala, desempenham uma etapa do trabalho, mas tudo isso junto, no final, dá um projeto, desde um chaveiro até um robô”, explica o secretário da Secti.

O Ifba cedeu quatro salas para o funcionamento do espaço, que está dividido em Transformação de Materiais, Produção Digital, Programação e Robótica e Arte Grafismo. A administração será feita por um comitê gestor, que vai definir regras de utilização.

“Quem tiver alguma dúvida também pode tirar a partir do e-mail, inovacao.can@ifba.edu.br. Nós vamos ter esses canais que vão receber essas demandas e vamos fazer chamadas de editais para atrair ideias e projetos externos também”, orienta o Eduardo Teles, professor e coordenador do Espaço Fazer Camaçari.

A infraestrutura do local contará com 20 impressoras 3D, quatro scanners 3D, quatro máquinas CNC Laser, 42 notebooks, 30 kits de robótica, 48 canetas 3D, 40 kits Arduíno, dentre outros equipamentos.

“Um espaço como esse vai ter uma grande relevância para a nossa instituição. Vai ser, de fato, um lugar que vai incentivar as pessoas para novos estudos, novas tecnologias”, finalizou a estudante e monitora do espaço, Kallyane Estrela.

Repórter: Anderson Oliveira/GOVBA

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Lais Souza

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.