Como parte da programação geral da visita da delegação de congressistas antirracistas estadunidenses ao Brasil, promovida pelo Instituto sobre Raça, Igualdade e Direitos Humanos – Raça e Igualdade, entre domingo (24) e quinta-feira (28) de março, Salvador será o cenário dos últimos dias da agenda inédita com membros do Black Caucus e outras organizações para tratar dos avanços do Plano de Ação Conjunta entre Brasil e Estados Unidos para Eliminar a Discriminação Étnica e Racial e Promover a Igualdade – JAPER. 

Clique aqui e participe do canal do Alô Alô Bahia no WhatsApp

A visita a Salvador será realizada na quarta-feira (27) e quinta-feira (28) e sucederá as atividades que irão ocorrer em Brasília entre os dias domingo (24) e terça-feira (26).

Na quarta-feira (27), às 10h, está agendada uma reunião com parlamentares locais e secretarias, visando discutir estratégias para avançar com os temas de justiça racial e para promover o JAPER em níveis estadual e local. Essa ação visa abordar desafios específicos enfrentados por líderes nessas esferas, especialmente diante da implementação de políticas prejudiciais às comunidades negras, indígenas, quilombolas e ciganas por líderes estaduais e locais, como remoções forçadas e violência policial. O objetivo desta visita é influenciar a promoção de políticas públicas em âmbito nacional, estadual e municipal através do JAPER.

Este primeiro dia de encontro em Salvador será seguido pelo evento público “JAPER em Ação: Unindo Congresso e Sociedade Civil pela Igualdade Racial no Brasil e EUA”, que ocorrerá das 12h30 às 18h. Para se inscrever, basta acessar este link.

Congressistas e membros de organizações americanas estarão reunidos com líderes de organizações negras e indígenas brasileiras, como Criola, Grupo Conexão G de Cidadania LGBT de Favelas, AMIM (Associação das Mulheres Indígenas em Mutirão), Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA), Selo Juristas Negras, Articulação Brasileira de Lésbicas (ABL), entre outros.

O evento busca a troca de boas práticas e o intercâmbio de ideias entre a sociedade civil de ambos os países. “A partir dos quatro pilares do JAPER; acesso à saúde, acesso à educação, acesso à justiça e acesso à cultura e preservação da memória, buscamos oportunizar para que a sociedade civil possa levar as demandas relativas às desigualdades raciais aos congressistas e construir alianças com as organizações da sociedade civil americana para alavancarem mudanças estruturais e políticas”, explica Rodnei Jericó, Diretor do Programa Brasil de Raça e Igualdade. 

Já na quinta-feira (28), a delegação irá visitar um terreiro em Salvador. Esta atividade terá como foco o enfrentamento ao racismo religioso e reunirá lideranças afro-religiosas e representantes da sociedade civil que irão discutir estratégias para combater essa forma de discriminação, promovendo a tolerância e o respeito às diferentes manifestações religiosas presentes na sociedade das nações. 

Vale ressaltar que ao longo da última década, registrou-se um aumento visível da violência contra comunidades religiosas de matrizes africanas, abrangendo agressões verbais e físicas, incêndios criminosos, expulsão de líderes dos seus territórios e locais de culto, perda da custódia de crianças, bem como ameaças e homicídios, impulsionados pelo racismo religioso. Nesta oportunidade, serão apresentados relatórios com mapeamento de terreiros e contexto político e de políticas públicas sobre racismo religioso no Brasil.

* Publicado por Naiana Ribeiro. Fotos: Divulgação.

Leia mais notícias na aba Notas. Acompanhe o Alô Alô Bahia no TikTok. Siga o Alô Alô Bahia no Google News e receba alertas de seus assuntos favoritos. Siga o Insta @sitealoalobahia, o X (antigo Twitter) @AloAlo_Bahia e o Threads @sitealoalobahia.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *