A atriz de cinema adulto Stormy Daniels, que testemunha nesta terça-feira (7) no julgamento criminal do ex-presidente Donald Trump em Nova York, é uma figura chave na controvérsia sobre um pagamento de suborno em 2016, supostamente feito a Daniels em nome de Trump.

Trump enfrenta 34 acusações de falsificação de documentos comerciais relacionadas ao reembolso de seu ex-advogado Michael Cohen por pagamentos feitos pouco antes da eleição de 2016 para encobrir um suposto caso de Trump com Daniels.

Trump se declarou inocente e negou o caso.

Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, afirma que teve um caso de uma noite com Trump em 2006.

A polêmica surgiu em janeiro de 2018, quando o Wall Street Journal noticiou o pagamento de US$ 130 mil (R$ 658 mil).

Em “Stormy”, um documentário lançado pelo serviço de streaming Peacock em março, Daniels disse que concordou em aceitar o pagamento para proteger seu marido e sua filha e para “que houvesse um rastro de papel e dinheiro me ligando a Donald Trump para que ele não pudesse me matar”.

“Eu tinha certeza absoluta de que iria morrer”, disse Daniels no documentário.

Os procuradores em Nova York alegaram que Trump tentou minar a integridade das eleições de 2016, suprimindo informações negativas que prejudicariam a sua campanha.

De acordo com os documentos de acusação, Trump “falsificou repetida e fraudulentamente registos comerciais de Nova York para ocultar condutas criminosas que ocultaram informações prejudiciais do público votante durante as eleições presidenciais de 2016”.

Uma tentativa dos advogados de Trump para impedir Daniels e Cohen de testemunharem foi negada pelo juiz Juan Merchan em março, e Daniels disse no ano passado que estava “absolutamente” disposta a fazê-lo.

Alvo de ameaças

Daniels tem falado abertamente sobre as ameaças que recebeu desde que seu suposto caso com Trump veio à tona.

Donald Trump e Stormy Daniels em 2006 / Reprodução/Redes sociais

Ela disse a Piers Morgan numa entrevista no ano passado que as ameaças dirigidas a ela por parte dos apoiadores de Trump são agora “muito mais específicas e gráficas” e muito mais sérias do que eram no passado.

“Eles são muito mais apaixonados – acho que é uma boa palavra. Entusiasmados com suas ameaças. E eles não estão se escondendo. E eles realmente sentem que estão fazendo algo certo. Que eles são os patriotas”, disse Daniels.

Daniels lançou um livro, “Full Disclosure”, em 2018, detalhando seu suposto encontro com Trump em Lake Tahoe em 2006 em detalhes gráficos e compartilhando narrativas sobre sua infância e vida.

Ela diz que escreveu o livro porque uma entrevista anterior ao “60 Minutes” com o âncora da CNN Anderson Cooper “não cobriu o ‘porquê’ das minhas decisões e os custos pessoais reais para mim. Por tudo que perdi, mereço a chance de me defender e expor todos os fatos.”

Durante a entrevista de Daniels com Cooper, ela se recusou a discutir se tinha provas do caso e disse que foi ameaçada de permanecer calada sobre o assunto.

“Ele sabe que estou dizendo a verdade”, disse ela.

Stormy Daniels, a estrela pornô que está no centro do processo criminal contra Donald Trump / 16/04/2018 REUTERS/Brendan McDermid

Em seu livro, Daniels disse que Cohen ameaçou processá-la logo após uma entrevista que ela deu à controladora da Life & Style e da revista In Touch em 2011.

Algumas semanas depois, ela diz, foi ameaçada em Las Vegas após tentar vender a história do suposto caso.

“Eu estava em um estacionamento, indo para uma aula de ginástica com minha filha pequena”, disse Daniels.

“E um cara se aproximou de mim e disse: ‘Deixe Trump em paz. Esqueça a história. E então ele se inclinou e olhou para minha filha e disse: ‘Essa é uma linda garotinha. Seria uma pena se algo acontecesse com a mãe dela’, e então ele se foi”, disse ela.

Trump rejeitou um esboço composto do homem que ela alegou ter ameaçado, chamando-o de “uma fraude total” em um tweet de 2018.

Daniels então entrou com um processo por difamação contra Trump, alegando que ele tentou manchar sua reputação e credibilidade ao rejeitar seu relato.

Um juiz federal rejeitou o processo naquele mês de outubro devido ao fato da declaração de Trump estar protegida pela 1ª Emenda, e Daniels foi condenada a pagar centenas de milhares de dólares em pagamentos ordenados pelo tribunal aos advogados de Trump nos anos seguintes.

“Ótimo, agora posso atacar a Horseface (“Cara de cavalo”) e seu advogado de terceira categoria”, Trump tuitou na época.

O advogado de Daniels na época, Michael Avenatti – que ganhou fama representando Daniels após a controvérsia – disse na época que os detalhes que ela fornece no livro provam que sua história sobre fazer sexo com Trump é verdadeira.

Stephanie Clifford, conhecida como Stormy Daniels, em Nova York / 16/4/2018 REUTERSLucas Jackson

O relacionamento de Avenatti e Daniels mudou, no entanto, depois que foi revelado que Avenatti roubou quase US$ 300 mil dela. Daniels testemunhou contra seu antigo aliado, que acabou sendo condenado e sentenciado a quatro anos de prisão.

Os promotores disseram que Avenatti, que ajudou a negociar o adiantamento de US$ 800 mil para seu livro, roubou dinheiro do adiantamento ao fabricar uma carta supostamente de Daniels redirecionando os pagamentos da editora do livro para uma conta sob o controle de Avenatti.

Atriz de filmes adultos de longa data

Daniels começou como dançarina na Louisiana antes de se mudar para Los Angeles para fazer filmes pornôs. Ela tem experiência em atuação, além de escrever e dirigir filmes.

A atriz apareceu em sucessos de bilheteria, incluindo “The 40-Year-Old Virgin” e “Knocked Up”, e foi incluída no Hall da Fama do Adult Video News em 2014.

Depois de uma apresentação em 2018 no clube masculino Solid Gold em Pompano Beach, Flórida, Daniels disse à CNN que estava aproveitando o momento em que o interesse por sua carreira estava em alta e usando isso a seu favor.

“Estou conseguindo mais reservas para bailes. Normalmente danço apenas uma vez por mês e agora danço três ou quatro vezes por mês. Então isso tem sido muito bom”, disse ela à CNN na época.

A atriz pornô e dançarina de 45 anos organizou uma turnê de compromissos em clubes de strip-tease de todo o país e se encontrou com vários de seus fãs.

Fonte: CNN Brasil