O Programa Federal ‘Escola em Tempo Integral’ que, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA) promoverá a formação continuada de secretários e equipes técnicas das secretarias de Educação do Nordeste, foi pauta da 1282ª sessão ordinária do Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE-BA), ocorrida nesta segunda-feira (8). Os conselheiros receberam os professores Roberto Sidnei Alves Macedo e Silvia Maria Leite de Almeida, coordenador institucional e vice-coordenadora do programa, respectivamente, no Auditório Luiza Bairros do Complexo da Gestão Democrática da Educação, sede do órgão primaz do Brasil, para apresentação do Programa e das atividades de formação a serem realizadas em todo o Nordeste.

O debate no CEE-BA reforçou a importância de trazer temas como a formação integral para o centro das discussões educacionais. Os conselheiros e as conselheiras corroboram que este programa é um passo fundamental de reconstrução da educação do país e de transformação da educação no Nordeste, entretanto seu sucesso depende do comprometimento de todos os atores envolvidos.

Foto: NCM/CEE-BA

O presidente Roberto Gondim encerrou a sessão com palavras de apoio e compromisso, lembrando que, com união e esforço contínuo, a educação baiana pode alcançar novos patamares de qualidade e inclusão. “O CEE Bahia apoia o Programa ‘Escola em Tempo Integral ETI/UFBA/NORDESTE’. Acreditamos que, juntos, podemos construir uma educação pública de excelência, que honre o legado de Anísio Teixeira e prepare nossos jovens para um futuro brilhante”, disse o presidente do Conselho.

O Programa “Escola em Tempo Integral ETI/UFBA/NORDESTE” é um incentivo e um convite à sociedade para se engajar na transformação educacional do Nordeste. “Com dedicação, inovação e colaboração, é possível construir uma nova realidade educacional que promova a formação integral e o desenvolvimento pleno de nossos estudantes”, finalizou Roberto Gondim.

A Formação

O Ministério da Educação (MEC), em parceria com universidades federais, está promovendo formação continuada de secretários e equipes técnicas das secretarias de educação de todo o Brasil no âmbito do Programa Escola em Tempo Integral. O intuito é apoiar as secretarias de educação a elaborar, planejar, aprimorar e institucionalizar políticas de educação integral em tempo integral, com qualidade e equidade.

O curso é estruturado em cinco módulos: Módulo 1 – O Programa Escola em Tempo Integral; Módulo 2 – Fundamentos da educação integral; Módulo 3 – Bases legais da educação integral e do tempo integral; Módulo 4 – Tópicos para a elaboração de política de educação integral em tempo integral em nível local ou estadual; e Módulo 5 – Gestão democrática e as diversas instâncias de participação e acompanhamento social na política de educação integral.

A carga horária é de 100 horas e a metodologia prevê momentos formativos remotos assíncronos e síncronos, além de aulas presenciais, como encontros estaduais ou seminários regionais, conforme cronograma apresentado por cada universidade anfitriã. Os participantes precisam ter 75% de frequência, concluir as tarefas de cada módulo, participar dos webinários e encontros presenciais, assim como apresentar relatórios de conclusão do curso sobre o processo de elaboração, revisão, aprimoramento e/ou conclusão da política da secretaria a qual integram, para a expansão de tempo integral, na perspectiva da educação integral. Ao final, será emitido certificado de conclusão, assinado pela universidade da região e pelo MEC.

Fonte: Ascom/Conselho Estadual de Educação da Bahia

Fonte: Clique aqui