Foto: Valter Pontes / Secom

Moradora da comunidade Vila Alex, em Coutos, Monique dos Santos, 31 anos, passava por muitos perrengues em casa em dias chuvosos. O lugar, conta, sofria com infiltrações a ponto dela ter que mudar com a família para um imóvel vizinho. Essa situação, no entanto, ficou no passado após a Prefeitura reformar mais 200 lares na localidade, por meio do programa Morar Melhor.

As intervenções foram entregues nesta segunda-feira (1º) pelo prefeito Bruno Reis e pelo secretário municipal de Infraestrutura (Seinfra), Francisco Torreão.  A iniciativa chegou ao bairro pela terceira vez e já soma mais de 1,4 mil casas requalificadas. 

“Não há nenhuma iniciativa que tenha alcance social tão grande quanto o Morar Melhor. Este é o programa mais pedido pela população da cidade, e que vem transformando o sonho das pessoas em realidade sem fazê-las mudar de endereço, do local onde elas já possuem suas vivências e histórias”, destacou Bruno Reis.

O Morar Melhor realiza um conjunto de obras de requalificação de acordo com a escolha dos próprios moradores, num valor de até R$11 mil por moradia. Os serviços vão desde nova pintura e reboco até a reforma completa do telhado ou a criação de novos cômodos, como banheiro e área de serviço, além da troca de portas, janelas, pia, vaso sanitário e outros itens essenciais.

Depois de ter a casa reformada, Monique afirma que pode dormir em paz e com tranquilidade sabendo que sua casa tem todo conforto e segurança. Ela mora na Vila Alex há uma década junto com o marido e dois filhos, Iago Menezes, de 1 ano, e Ian Lucas, 8. 

“A minha casa não era rebocada, só tinha dois vãos. O vaso sanitário e o lugar de tomar banho ficavam dentro do quarto, o chão era de cera e o telhado chegou a levantar por conta da ventania e da chuva a ponto de  eu precisar alugar uma casa aqui perto para ficar com eles”, revelou.

Para Monique, mais do que uma obra estrutural, o Morar Melhor proporciona mais dignidade. “Meu filho chegou a me contar que sentia vergonha de convidar os  amiguinhos dele pela casa antes ser feia. Agora está tudo lindo”, acrescentou. 

Funcionamento – Desde 2015, o Morar Melhor já reformou mais de 52 mil residências em 300 localidades da capital baiana. O objetivo, de acordo com a Seinfra, é requalificar mais 4 mil casas até o final deste ano, chegando a 56 mil.

A ação segue critérios como precariedade dos bairros, baseado em dados do IBGE e na observação de campo; áreas com maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; com maior predominância de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza e com maior incidência de mulheres chefes de família, entre outros requisitos. Não são contemplados imóveis em situação de risco, imóveis de aluguel ou famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos.

Entre os locais já beneficiados em 2024 estão Engenho Velho da Federação, Praia Grande, Bairro da Paz, Calabetão, Arenoso, Nova Constituinte, Ilha Amarela, Lobato, São Gonçalo do Retiro, Pirajá, Mirantes de Periperi, Calafate (Fazenda Grande do Retiro), Parque Tercal (Campinas de Pirajá), Buraco da Gia (Brotas), Santa Mônica e Narandiba.

Reportagem: Thiago Souza / Secom

Fonte: Clique aqui