A Rússia lançou 57 mísseis e drones contra a Ucrânia neste domingo (24), atacando Kiev e a região de Lviv, no oeste da Ucrânia, segundo disseram autoridades, com as Forças Armadas da Polônia afirmando que um dos mísseis de cruzeiro da Rússia violou brevemente o espaço aéreo polonês.

A Força Aérea da Ucrânia destruiu 18 dos 29 mísseis lançados pela Rússia e 25 dos 28 drones de ataque, informou a Força Aérea da Ucrânia no aplicativo de mensagens Telegram.

Várias explosões abalaram Kiev na manhã deste domingo, com as forças de defesa aérea da Ucrânia destruindo cerca de uma dúzia de mísseis lançados pela Rússia sobre a capital e seus arredores, disse Serhiy Popko, chefe da administração militar de Kiev, no Telegram.

Ele acrescentou que houve apenas pequenos danos causados ​​pelo ataque.

A Rússia tem atacado a Ucrânia há dias em investidas retratadas por Moscou como vingança pelos ataques ucranianos durante a sua recente eleição presidencial.

“Pela terceira madrugada desta semana, toda a Ucrânia está sob alerta aéreo e [a população] foi aconselhada a procurar abrigo”, postou a embaixadora dos EUA, Bridget Brink, no X na manhã de domingo.

“A Rússia continua lançando drones e mísseis indiscriminadamente, sem se importar com milhões de civis, violando o direito internacional.”

O Ministério da Defesa da Rússia não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Espaço aéreo da Polônia

Um dos mísseis de cruzeiro da Rússia lançado na região de Lviv, no oeste da Ucrânia, violou o espaço aéreo da Polônia, disseram as forças armadas da Polônia.

“O objeto entrou no espaço polonês perto da cidade de Oserdow (província de Lublin) e permaneceu lá por 39 segundos”, disseram as forças armadas na plataforma de mídia social X. “Durante todo o voo, foi observado por sistemas de radar militares.”

As forças armadas disseram anteriormente que a Polônia e aeronaves aliadas foram ativadas durante o ataque para garantir a segurança do espaço aéreo polonês.

O prefeito de Lviv, Andriy Sadovyi, disse no Telegram que não houve ataques à cidade, mas cerca de 20 mísseis e sete drones de ataque foram lançados contra a região mais ampla de Lviv, visando “infraestrutura crítica”.

(Com informações de Por Pavel Polityuk, Gleb Garanich e Valentyn Ogirenko, da Reuters)

Fonte: CNN Brasil

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *