O papa Francisco prometeu neste domingo (5) rezar pela população do Rio Grande do Sul, que sofre com o pior desastre climático de sua história. Enchentes no estado mataram ao menos 75 pessoas.

Falando a uma multidão na Praça São Pedro, no Vaticano, o papa reservou um trecho de seu discurso para lembrar as vítimas da tragédia.

“Garanto-lhes a minha oração pela população do Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, atingida por grandes inundações. Que o Senhor acolha os falecidos e conforte os familiares e aqueles que tiveram que sair de casa”, disse o pontífice.

Desde a última semana, o Rio Grande do Sul vem sofrendo com fortes chuvas que causaram deslizamentos de terra e alagamentos, além da destruição de estradas e pontes, deixando cidades completamente debaixo d’água.

O número de pessoas afetadas é de 780.725, sendo que 88.019 estão desalojadas e 16.609 em abrigos, segundo relatório da manhã deste domingo.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), decretou estado de calamidade, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viajou ao estado para coordenar os esforços federais de resgate às vítimas com autoridades locais.

Fonte: CNN Brasil