O Verdão conquistou o posto de mandante, mas o duelo acontece em Barueri por conta da interdição do Allianz Parque, devido à falta de condições do gramado sintético, que está em fase final de reforma.

Palmeiras passa com melhor campanha e agora pega a Ponte Preta

O Palmeiras se classificou de forma antecipada e como líder geral do Paulistão, sendo também o único invicto da competição: oito vitórias e quatro empates, com 77% de aproveitamento até aqui. O Verdão reforça, portanto, o domínio na disputa e segue em busca do tricampeonato consecutivo, que conquistou pela última vez na década de 1930.

A Ponte Preta, por sua vez, entrou no Paulistão sob desconfiança, buscando inicialmente a permanência na divisão, e avançou em segundo do Grupo B, com 17 pontos. Na última rodada da primeira fase, perdeu do Santo André por 1 a 0, mas se classificou graças ao empate do Água Santa com o Corinthians (0 a 0). É a volta da Macaca ao mata-mata do Paulistão depois de quatro anos. Em 2020, o time chegou às semifinais, perdendo justamente para o Palmeiras (1 a 0, no Allianz Parque).

Arena Barueri para Palmeiras x Botafogo-SP — Foto: Thiago Ferri

Palmeiras – técnico: Abel Ferreira

Após uma série de testes na primeira fase do Paulista, o Verdão chega ao mata-mata e deve acionar o que tiver de melhor à disposição. A dúvida fica por conta da formação a ser utilizada por Abel, se com três volantes ou um trio de ataque. Nessa segunda opção, o técnico pode até optar por uma dobra na lateral direita do campo.

O lateral-direito Mayke deve ser titular depois de voltar de lesão – jogou, inclusive, na rodada final do Estadual. O atacante Endrick e o volante Zé Rafael, poupados no último jogo, retornam.

Provável escalação: Weverton; Mayke, Murilo, Luan e Piquerez; Aníbal Moreno, Richard Ríos (Marcos Rocha), Zé Rafael e Raphael Veiga; Endrick e Flaco López.

  • Quem está fora: Gustavo Gómez, Dudu e Bruno Rodrigues (lesionados).
  • Pendurados: ninguém.

Ponte Preta – técnico: João Brigatti

A tendência é que João Brigatti faça uma mudança em relação ao último jogo, com a entrada do zagueiro Nilson Júnior, preservado no ABC devido a dores no joelho. Com ele em campo, a Macaca voltará a atuar no sistema 3-5-2, que foi o mais utilizado por Brigatti no estadual até aqui. Existe uma dúvida entre Luiz Felipe e Igor Inocêncio pela ala direita.

O recém-contratado atacante Venicius foi inscrito no Paulistão (no lugar de Felipinho, negociado com o Atlético-PR) e fica à disposição de Brigatti, a exemplo de Dodô, liberado pelo departamento médico depois de um mês em recuperação de uma entorse no joelho direito.

Provável escalação: Pedro Rocha, Castro, Luís Haquin e Nilson Júnior; Igor Inocêncio (Luiz Felipe), Emerson Santos, Ramon Carvalho, Elvis e Gabriel Risso; Iago Dias e Jeh.

  • Quem está fora: meia Dudu Sheit e atacante Gabriel Novaes (expulsos na última rodada)
  • Pendurados: ninguém.
  • Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
  • Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa e Italo Magno de Paula Andrade
  • Quarto árbitro: Lucas Canetto Bellote
  • Árbitro de vídeo (VAR): Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *