Mais de 1,6 mil municípios de partes de Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás estão em alerta de perigo para onda de calor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A classificação de risco passou a valer no sábado, 16, e dura até o final da tarde da segunda-feira, 18.

Segundo o Inmet, isso significa que há risco à saúde por causa de temperaturas 5ºC acima da média. A maior parte aparece no estrato de perigo potencial – com um risco leve à saúde –, enquanto partes de Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul estão em alerta de perigo máximo.

Entre as diferentes classificações, todo Estado de São está em alerta. Todo Rio de Janeiro está pintado de amarelo no mapa do Inmet, de perigo potencial.

Área com alerta de grande perigo para onda de calor. Foto: Inmet/Reprodução

O alerta máximo do Inmet vale para 556 municípios que estão no norte do Paraná; sul, leste e centro-norte mato-grossense; e as regiões paulistas de Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Piracicaba, Ribeirão Preto, Araçatuba, Marília, Araraquara e Bauru. A Região Metropolitana, Vale do Paraíba e o litoral sul de SP estão em alerta de perigo potencial.

Uma nova onda de calor que atinge parte do Brasil fez a temperatura começar a subir na quarta-feira, 13. Uma onda de calor é caracterizada quando as temperaturas permanecem entre 3°C e 5°C acima da média ao longo do período.

Como fica o tempo na capital paulista

No sábado, a capital paulista registrou temperaturas acima dos 34°C, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura. Na madrugada deste domingo, 17, o tempo ficou abafado, com 25°C e sem chuva. Veja aqui dicas para amenizar o calor dentro do quarto.

Amanhecer visto a partir da zona norte da capital paulista nesta manhã de domingo, 17. Foto: Werther Santana/Estadão

O dia segue com abafamento e rápida elevação de temperatura, que pode superar os 35°C. A mínima prevista é de 24°C. Os próximos dias, segundo o GGE, ainda terão sol e muito calor, “mas as chuvas retornam gradativamente na forma de pancadas isoladas no final das tardes”. O outono começa na quarta-feira, 20.

Rio tem recorde de sensação térmica

A cidade do Rio de Janeiro registrou o recorde de sensação térmica neste sábado, 16, quando a estação Guaratiba marcou 60,1º C às 10h20. O dado é o maior já registrado pelo sistema Alerta Rio, da prefeitura, que agrega dados dessa natureza desde 2014. O recorde anterior tinha sido registrado na onde de calor de novembro de 2023, quando a sensação chegou a 59,7ºC na mesma estação da zona oeste.

O termômetro na cidade deve chegar aos 40°C neste domingo.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *