O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, descobrirá nesta terça-feira (26) se o Suprema Corte de Londres permitirá que recorra da sua extradição do Reino Unido para os Estados Unidos ou se os seus processos britânicos finalmente chegaram ao fim.

Dois juízes seniores irão proferir a decisão às 7h30 (horário de Brasília). Se Assange vencer, será realizada uma audiência de recurso completa para considerar novamente a sua contestação. Se perder, a sua última opção seria recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.

Os promotores dos EUA estão tentando levar Assange, de 52 anos, a julgamento por 18 acusações relacionadas à divulgação pelo WikiLeaks de vastos registros militares confidenciais e telegramas diplomáticos americanos. As acusações, com exceção de uma, estão sob a Lei de Espionagem.

Eles argumentam que os vazamentos colocaram em risco a vida de seus agentes e não há desculpa para o crime.

Os apoiadores de Assange o consideram um herói anti-establishment que está sendo perseguido, mesmo sendo jornalista, por expor irregularidades dos EUA e por cometer alegados crimes de guerra.

As suas batalhas judiciais no Reino Unido começaram em 2010 e, posteriormente, ele passou sete anos escondido na embaixada do Equador em Londres antes de ser preso por violar as condições da fiança, em 2019.

Desde então, ele está detido em uma prisão de segurança máxima no sudeste de Londres, chegando a se casar lá.

O Reino Unido deu luz verde à extradição de Julian Assange para os Estados Unidos em 2022, e, desde então, ele tem tentado anular essa decisão.

A sua primeira tentativa de recurso foi recusada no ano passado, o que levou a uma audiência de dois dias no mês passado, quando os seus advogados tentaram reverter a decisão.

Seus apoiadores dizem que esta representa a sua última oportunidade de bloquear a extradição nos tribunais ingleses.

Sua esposa, Stella Assange, afirmou que poderia ser uma decisão de vida ou morte, pontuando que seu marido não sobreviveria se fosse enviado para os Estados Unidos.

Quem é Julian Assange?

Assange nasceu em Townsville, Austrália, em julho de 1971, filho de pais que trabalhavam com teatro e viajavam com frequência.

Na adolescência, Assange ganhou a reputação de programador de computador sofisticado e, em 1995, foi preso e declarado culpado de hacking.

Ele foi multado, mas evitou a prisão com a condição de não reincidir. Com quase 20 anos, ele foi para a Universidade de Melbourne para estudar matemática e física.

O que é o WikiLeaks?

Assange lançou WikiLeaks em 2006, um site onde arquivos secretos eram compartilhados por pessoas que os vazavam.

A página ganhou destaque em abril de 2010, quando publicou um vídeo confidencial mostrando um ataque de helicóptero dos EUA em 2007, que matou uma dúzia de pessoas na capital iraquiana, Bagdá, incluindo dois funcionários de notícias da Reuters.

Ao todo, o WikiLeaks divulgou mais de 90 mil documentos militares confidenciais dos EUA sobre a guerra no Afeganistão e cerca de 400 mil arquivos secretos dos EUA sobre a guerra do Iraque. Os dois vazamentos representaram as maiores violações de segurança na história militar americana.

Fonte: CNN Brasil