Os cuidados com a higiene bucal impactam diretamente à saúde geral do corpo. Segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 89% dos brasileiros realizam a limpeza bucal menos de duas vezes por dia. Pensando em um produto acessível que colabore com a higiene da população, estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Jacuípe III – Edna Daltro, localizado em Capim Grosso, desenvolveram o BartiPro, um enxaguante bucal à base de barbatimão e extrato de própolis.

De acordo com Christian Neves, estudante pesquisador, a ideia da equipe era criar um produto que auxiliasse na rotina de higiene. Para isso, utilizaram uma planta comum na região. “A escovação é uma atividade insubstituível nas práticas de limpeza da boca, por isso elaboramos o BartiPro como um aliado a esse hábito”, explica.

Foto: Ascom/Secti

Para produzir o enxaguante, os estudantes combinaram uma planta e uma substância com características benéficas à saúde. “Através de análises, percebemos que a junção de própolis e barbatimão resultava em produto que ajuda em casos clínicos e causa frescor ao hálito. Isso acontece por causa dos efeitos antisséptico, antibacteriano e antifúngico que a substância possui, em conjunto com as propriedades cicatrizante, coagulante, desinfetante e potencializadora ao efeito anti-inflamatório que a planta tem”, destaca.

O jovem pesquisador afirma que apesar de haver produtos semelhantes, esses exemplares utilizam os componentes de forma separada, sendo o diferencial na fórmula do Bartipro a junção de própolis e barbatimão, o que potencializa o resultado. O projeto, que foi elaborado no âmbito do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação (SEC), conta com apoio dos jovens Carlos Santana, Thailane Lima, Ludmila da Silva, Andressa Santos e Kemilly de Sousa, além da orientação das professoras Amanda Lima e Carol Pinheiro.

Foto: Ascom/Secti

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) estreou no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail ascom@secti.ba.gov.br.

Fonte: Ascom/Secti

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Daza Moreira

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.