Em “This Is War”, ele conclamou a multidão que lotou o palco da cerveja para levantar os punhos e cantar junto. Ninguém desobedeceu. No final da música, uma chuva de bolas pretas foi arremessada na plateia, dando aquela atmosfera de show épico.

Lollapalooza Brasil 2024: Jared Leto, do Thirty Seconds to Mars Imagem: Mariana Pekin/UOL

Leto preencheu todos os pré-requisitos para um show de rock. Fogos de artifício, jatos de CO2, chamou três fãs para o palco (quero “the crazy ones”) e pulou mais que o público.

Jared Leto veste a camisa da seleção e chama Marcelo do Flu para tocar bumbo
Jared Leto veste a camisa da seleção e chama Marcelo do Flu para tocar bumbo Imagem: Marcela Sanches/Divulgação

Em sua sexta apresentação no Brasil, a banda entregou o momento rock de arena clichê e farofa. Cópia de um pouco de tudo que já aconteceu desde Queen, agrada às massas enquanto desova a criatividade de seu líder.

Para coroar o entrosamento com o público, Leto vestiu a camisa 12 do Brasil com o nome Marcelo escrito atrás – ex-jogador da seleção que atualmente atua no Fluminense. Do nada, o próprio Marcelo foi chamado ao palco para tirar uma foto com a banda e com a plateia.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *