A hepatite é a inflamação do fígado que, na maioria dos casos, é causada por vírus, porém também pode acontecer como consequência do uso indiscriminado de medicamentos, do consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou devido a uma alteração autoimune.

Os tipos de hepatite mais frequentes são as causadas por vírus, principalmente as hepatites A, B e C, que podem provocar sintomas como pele e olhos amarelados, febre, cansaço, dor de cabeça, diarreia, enjoo e mal-estar geral.

Leia também: 10 sintomas de hepatite (e como se pega)


tuasaude.com/sintomas-de-hepatite

É importante consultar o clínico geral, hepatologista ou gastroenterologista assim que surgirem os primeiros sintomas indicativos de hepatite, pois assim é possível confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado, caso haja necessidade. Conheça mais sobre os tipos de hepatites virais no vídeo a seguir:

Sintomas de hepatite

Os principais sintomas de hepatite são:

  • Dor de cabeça ;
  • Mal-estar geral;
  • Dor e inchaço abdominal;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Urina escura;
  • Fezes claras;
  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de peso sem causa aparente.

Os sintomas de hepatite podem variar de acordo com a causa dessa condição, podendo haver mais ou menos sintomas de intensidades diferentes.

Teste online de sintomas

Para saber a possibilidade de estar com hepatite, selecione os sintomas apresentados no teste a seguir:

Esse teste de sintomas é apenas uma ferramenta de orientação, não servindo como diagnóstico e nem substituindo a consulta com o hepatologista, gastroenterologista ou clínico geral.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da hepatite deve ser feito pelo hepatologista, gastroenterologista ou clínico geral por meio da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa e o resultado de exames laboratoriais que avaliam o funcionamento do fígado, como TGO, TGP, bilirrubina e lactato desidrogenase. Conheça mais sobre os exames que avaliam o fígado.

Além disso, o médico também pode solicitar exames de imagem, como tomografia computadorizada e ressonância magnética, além de exame sorológico para identificar a presença ou ausência do vírus.

Marque uma consulta com o médico mais próximo para avaliar a possibilidade de hepatite e, se necessário, iniciar o tratamento mais adequado:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Gastroenterologistas Hepatológicos e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Tipos de hepatite

Os tipos de hepatite, que variam conforme a sua causa e a forma de transmissão, são:

1. Hepatite A

A hepatite A é causada pelo vírus da hepatite A (HAV), que causa inflamação do fígado e pode provocar alguns sintomas como cansaço, febre baixa, olhos e pele amarelados, enjoo, dor de cabeça e na barriga, por exemplo. Confira todos os sintomas da hepatite A.

A infecção pelo vírus da hepatite A acontece principalmente através do consumo de água e alimentos contaminados. Além disso, a hepatite A também pode ser transmitida por contato sexual sem proteção, com uma pessoa infectada.

2. Hepatite B

A hepatite B é uma doença causada pelo vírus HBV, que é transmitido quando o sangue, o sêmen ou outros fluidos corporais de uma pessoa infectada entram no corpo de uma pessoa saudável. Entenda melhor como acontece a transmissão da hepatite B.

Assim, a hepatite B pode ser transmitida através do contato sexual desprotegido, compartilhamento de agulhas ou seringas, ou de uma mãe infectada para o bebê durante a gravidez ou parto, por exemplo. Os sintomas da hepatite B são semelhantes ao da hepatite A.

3. Hepatite C

A hepatite C é causada pelo vírus HCV, que é transmitido pelo sangue, podendo acontecer por meio do compartilhamento de seringas e agulhas usadas para fazer tatuagens, ou administrar drogas injetáveis, partilha de itens de higiene pessoal, como lâmina de barbear ou escova de dente, ou contato sexual desprotegido.

4. Hepatite D

A Hepatite D é causada pelo vírus HDV, causando sintomas como febre, sangramento fácil, confusão mental e pele e olhos amarelados. Conheça todos os sintomas da hepatite D.

Esse tipo de hepatite geralmente surge em pessoas com hepatite B, pois o vírus HDV usa o antígeno de superfície das células do vírus da hepatite B para se multiplicar e infectar as células do fígado.

5. Hepatite E

A hepatite E é uma inflamação causada pelo vírus HEV, provocando hepatite aguda ou crônica e que geralmente não causa sintomas. No entanto, pode causar sintomas como febre baixa, perda do apetite, náuseas ou dor abdominal.

O vírus HEV pode ser transmitido através do consumo de água contaminada, ingestão de carne mal cozida ou de uma mulher grávida para o bebê, por exemplo.

6. Hepatite F

A hepatite F é um subgrupo da hepatite C. No entanto, o vírus dessa hepatite ainda não foi identificado em seres humanos e, por isso, este tipo de hepatite não é relevante.

7. Hepatite G

A hepatite G é causada pelo vírus HGV, sendo geralmente encontrado em pessoas diagnosticadas com hepatite B, hepatite C ou HIV. A hepatite G pode ser transmitida através do contato com o sangue contaminado, em relações desprotegidas, compartilhamento de seringas ou transfusão sanguínea, por exemplo.

8. Hepatite autoimune

A hepatite autoimune é uma doença genética provocada por um erro do sistema imunológico onde os anticorpos atacam as células saudáveis do fígado causando inflamação e provocando sintomas como coceira na pele, dor na barriga, dor nas articulações e perda de apetite. Entenda melhor como acontece a hepatite autoimune.

9. Hepatite medicamentosa

A hepatite medicamentosa é a inflamação do fígado causada por medicamentos, principalmente quando usados em excesso ou sem indicação médica. Os principais medicamentos que podem provocar esse tipo de hepatite são os que têm capacidade para causar irritação do fígado, como paracetamol ou nimesulida.

10. Hepatite alcoólica

A hepatite alcoólica é causada pelo uso prolongado e excessivo de bebidas alcoólicas, causando o surgimento de sintomas como dores abdominais, náuseas, vômitos e perda de apetite, por exemplo.

11. Hepatite crônica

A hepatite crônica é a inflamação do fígado que dura mais de 6 meses e que pode provocar o desenvolvimento de cirrose ou insuficiência hepática e, conforme a gravidade das lesões, pode ser necessária a realização de um transplante de fígado. Conheça melhor sobre a hepatite crônica.

12. Hepatite fulminante

A hepatite fulminante é a inflamação grave do fígado em pessoas que possuem o fígado normal ou doença hepática controlada em que o fígado deixa de ser funcional, podendo levar ao óbito em poucos dias.

Principais causas

As principais causas de hepatite são:

  • Infecção por vírus, principalmente pelos vírus da hepatite A, B, C, D, E e G;
  • Uso não controlado de medicamentos;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Além disso, a hepatite também pode acontecer como consequência de outras doenças, como lúpus, síndrome de Sjögren, fibrose cística, doença inflamatória intestinal, anemia hemolítica, artrite reumatoide, esclerodermia ou glomerulonefrite.

Como acontece a transmissão

As principais formas de transmissão da hepatite de causa infecciosa são:

  • Contato com sangue contaminado;
  • Consumo de água e alimentos contaminados pelo vírus;
  • Compartilhamento de seringas e agulhas
  • Relações sexuais sem uso de preservativo;
  • Uso de materiais não esterilizados para fazer tatuagens, piercings ou para fazer a unha, por exemplo.

Outras formas de transmissão menos comuns são a transfusão sanguínea e a transmissão da uma mãe infectada para filho, através da gravidez ou parto.

Como é feito o tratamento

Além do repouso e hidratação, o tratamento para hepatite também pode incluir dieta balanceada, abstinência ao álcool, uso de medicamentos e, em alguns casos, o transplante de fígado.

1. Medicamentos

Medicamentos como interferon, tenofovir, ribavirina e entecavir, podem ser prescritos pelo médico para impedir a multiplicação dos vírus, em casos de hepatite B, C, D, E e G.

Já no caso da hepatite autoimune, os medicamentos indicados pelo médico incluem os corticoides, como a prednisona, ou imunossupressores, como a azatioprina.

Esses medicamentos podem causar efeitos colaterais como dor nas articulações, dor de cabeça e febre. Por isso, muitas pessoas podem abandonar o tratamento, comprometendo o tratamento. Apesar disso, esses sintomas são mais comuns no início do tratamento e tendem a diminuir com o uso de analgésicos, antidepressivos ou anti-inflamatórios.

2. Abstinência ao álcool

A abstinência ao álcool, ou parar de consumir bebidas alcoólicas, é fundamental no tratamento da hepatite, já que isso melhora a inflamação no fígado, ajudando na cura da hepatite.

3. Dieta

Na dieta para hepatite, é importante priorizar a ingestão de alimentos saudáveis, como proteínas magras, frutas, verduras, legumes, cereais integrais e leguminosas, que são ricos em vitaminas, antioxidantes e outros nutrientes essenciais para ajudar na recuperação do fígado. Entenda melhor como deve sera a dieta para hepatite.

Durante a dieta para hepatite é recomendado também diminuir o consumo de frituras, salgadinhos de pacote, biscoitos e sorvetes. Isso porque durante a hepatite, a produção de sais biliares, substâncias que participam na digestão das gorduras, está reduzida.

Confira no vídeo a seguir mais sobre o que comer durante o tratamento para hepatite:

youtube image - DIETA PARA HEPATITE

4. Transplante de fígado

O transplante de fígado é uma cirurgia onde se substituiu o fígado doente por uma parte ou o fígado inteiro de uma pessoa saudável, podendo ser indicado para pessoas com qualquer outro tipo de hepatite em estágio avançado e que não melhora com o tratamento ou que evoluem para insuficiência hepática e cirrose.

Hepatite tem cura?

A maioria dos tipos de hepatite têm cura quando a pessoa é diagnosticada inicialmente e tratada adequadamente. No entanto, quando a pessoa não segue o tratamento de forma correta, a hepatite pode evoluir, podendo provocar a morte.

Leia também: Como curar a hepatite A rapidamente


tuasaude.com/hepatite-a-tem-cura

Já a hepatite D e a autoimune não têm cura, pois ainda não existem remédios que sejam capazes de combater esses tipos de doença, mas apenas controlá-las.

Como prevenir a hepatite

Algumas dicas para prevenir a hepatite são:

  • Tomar a vacina contra hepatite A e hepatite B;
  • Usar preservativos em todas as relações sexuais;
  • Lavar com água tratada, clorada ou fervida, os alimentos que serão consumidos crus;
  • Não partilhar seringas e agulhas;
  • Lavar as mãos antes e depois de ir ao banheiro, antes de preparar as refeições e de comer.

Além disso, é importante também evitar compartilhar objetos de uso pessoal, como lâmina de barbear, escova de dente, material de manicure e pedicure, e equipamentos para fazer tatuagem e colocar piercings.

Fonte: Tua Saúde!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *