O braço armado do grupo islâmico palestino Hamas assumiu no domingo (5) a responsabilidade por um ataque na passagem Kerem Shalom entre Israel e Gaza, que relatos da mídia dos dois lados disseram ter resultado em vítimas israelenses.

Os militares israelenses disseram que 10 projéteis foram lançados de Rafah, no sul de Gaza, em direção à passagem, que disse estar agora fechada para caminhões de ajuda que entram no enclave costeiro. No entanto, outras passagens permanecem abertas.

O braço armado do Hamas disse ter disparado foguetes contra uma base do exército israelense perto da travessia, mas não confirmou de onde os disparou. A mídia do grupo palestino citou uma fonte próxima dizendo que a passagem comercial não era o alvo.

Mais de um milhão de palestinos estão abrigados em Rafah, perto da fronteira com o Egito.

Israel prometeu entrar na cidade do sul de Gaza e expulsar as forças do Hamas, mas tem enfrentado uma pressão crescente para não realizar a operação, uma vez que ela pode inviabilizar os frágeis esforços humanitários em Gaza e pôr em perigo muitas mais vidas.

O ataque de domingo à travessia ocorreu num momento em que diminuíam as esperanças por um cessar-fogo em meio à negociações no Cairo.

Fonte: CNN Brasil