Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em 2023, o Brasil bateu recorde de geração de energia limpa, sendo que 93,1% da energia gerada provém de fontes renováveis. Em comunidades rurais, a utilização de tecnologias sustentáveis auxilia na rotina dos trabalhadores. Pensando nisso, Evellyn Dias e Ramiro Vitor Cardoso, estudantes do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, localizado em Santa Teresinha, interior na Bahia, desenvolveram um forno solar.

O orientador do projeto, André Pennycook, explica que entre os benefícios do produto está a vantagem de consumir um alimento cozido de forma limpa e eficiente. “Essa tecnologia apresenta diversas vantagens, como a preparação de comidas de modo saudável, a redução da dependência de combustíveis fósseis e a diminuição das emissões de gases de efeito estufa”.

Foto: Ascom/Secti

O produto, de acordo com André, é uma possível opção sustentável para o cozimento dos alimentos, já que utiliza energia renovável. “A energia solar capturada é convertida em calor para esquentar os alimentos. Essa alternativa, além de reduzir o impacto ambiental, promove o uso de energia limpa, substituindo fontes de aquecimento convencionais, como gás ou lenha”, diz.

No Brasil existem outras referências de forno solar, mas o professor acredita que a exposição dessa tecnologia em escolas é importante. “A fabricação do produto pelos próprios alunos é um referencial no ambiente acadêmico, pois estimula a construção de uma visão mais ampla sobre educação socioambiental”, afirma. Ele acrescenta que, em regiões sem acesso à energia elétrica, esse produto tem o mesmo impacto, já que contribui na qualidade de vida. 

O projeto, desenvolvido no âmbito do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação (SEC), continua em andamento. O próximo passo dos estudantes é continuar a exposição da ferramenta nas escolas, promovendo o uso da tecnologia sustentável. 

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) estreou no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail .

Fonte: Ascom/Secti

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Lais Souza

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.