A dieta para ácido úrico tem o objetivo de diminuir a ingestão de purinas, um tipo de substância que, quando consumida em excesso, aumenta os níveis de ácido úrico e está presente principalmente em carnes vermelhas, peixes, como atum e sardinha, e frutos do mar, como camarão e mexilhão.

Durante a dieta é importante também diminuir o consumo de doces e refrigerantes, por serem ricos em frutose, um tipo de carboidrato que promove a produção de ácido úrico, além de causar o ganho de peso, que é uma das causas do ácido úrico alto. Entenda melhor o que é ácido úrico alto, suas causas e sintomas.

Por outro lado, é importante priorizar o consumo de vegetais e frutas, porque as fibras, as vitaminas e a vitamina C, ajudam a regular o ácido úrico no sangue, assim como é recomendado beber bastante água, pois essa bebida ajuda a eliminar o excesso de ácido úrico pela urina. Veja alguns remédios caseiros para baixar o ácido úrico.


Tabela de alimentos para o ácido úrico

Os alimentos que devem ser evitados são principalmente os carboidratos refinados, como pão branco, açúcar e farinhas, as carnes vermelhas, as vísceras e os frutos do mar.

Por outro lado, é importante priorizar a ingestão de frutas, vegetais, gorduras saudáveis e grãos integrais, como mostrados na tabela a seguir:

* É importante ler as informações nutricionais dos produtos industrializados, já que aqueles que contém xarope de milho alto em frutose, pode favorecer o aumento do ácido úrico.

Leia também: Como ler os rótulos dos alimentos


tuasaude.com/como-ler-o-rotulo-dos-alimentos

Os alimentos que devem ser consumidos com moderação, como o frango, a carne vermelha e o ovo, podem ser excluídos da alimentação temporariamente, quando o ácido úrico no sangue está muito elevado ou durante a crise de gota, uma doença inflamatória que afeta as articulações. Entenda melhor o que é a gota.

Dúvidas mais comuns

Algumas dúvidas comuns sobre a dieta para o ácido úrico alto são:

1. As leguminosas aumentam o ácido úrico?

As leguminosas como feijão, lentilhas e grão-de-bico, apresentam alto teor de purinas. No entanto, esses alimentos não aumentam o ácido úrico.

Isso acontece porque a adenina e guanina, que são os principais tipos de purinas presentes nas leguminosas, não provocam o aumento dos níveis de ácido úrico no organismo.

Já nos alimentos de origem animal, o tipo de purina em maior quantidade é a hipoxantina, uma substância que é convertida no organismo em ácido úrico, sendo, assim, a principal responsável por aumentar os níveis de ácido úrico no sangue.

2. Quem tem ácido úrico alto pode comer ovos?

Os ovos podem ser consumidos por quem tem ácido úrico elevado. No entanto a ingestão desse alimento deve ser moderada, o que equivale em média a 2 ovos no almoço ou no jantar, por exemplo.

No entanto, os ovos podem ser excluídos temporariamente da alimentação, especialmente quando os níveis de ácido úrico no sangue estão muito elevados ou durante a crise de gota.

3. As frutas cítricas acidificam o sangue, aumentando o ácido úrico?

Acredita-se que as frutas cítricas acidificam o sangue, aumentando o ácido úrico. No entanto, a acidez das frutas é neutralizada pelo ácido do estômago, que é mais forte que o ácido do alimento.

Por isso, os ácidos das frutas cítricas não interferem na acidez do sangue e não aumentam o ácido úrico.

4. O tomate aumenta o ácido úrico?

Apesar de se acreditar que o consumo de tomate está associado com o aumento do ácido úrico, não existem estudos científicos que confirmem essa relação.

Além disso, o tomate é um alimento rico em vitamina C, um nutriente com ação uricosúrica que ajuda a equilibrar os níveis de ácido úrico no organismo, e, por isso, pode ser consumido durante a dieta para ácido úrico alto.

5. Existem frutas proibidas?

Não existem frutas proibidas para ácido úrico alto, no entanto é recomendado moderar o consumo de sucos de frutas naturais e evitar o consumo de sucos industrializados, pois contêm uma grande quantidade de frutose, que podem favorecer a formação do ácido úrico. Por isso, é recomendado priorizar o consumo de frutas inteiras e com casca e bagaço, quando possível.

Cardápio para baixar o ácido úrico

A tabela a seguir mostra o exemplo de um cardápio de 3 dias para ajudar a controlar os níveis de ácido úrico no sangue:

Este cardápio é apenas um exemplo para incluir na dieta. Para o tratamento do ácido úrico alto, além do acompanhamento do reumatologista, é recomendado também ter o acompanhamento de um nutricionista, para que seja elaborada uma dieta individualizada e balanceada.

Se deseja saber como fazer uma dieta para ácido úrico alto, marque uma consulta com o nutricionista mais perto de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Nutricionistas e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Outras dicas para diminuir o ácido úrico

Para ajudar a diminuir o ácido úrico, existem algumas dicas que podem ser seguidas todos os dias, como:

  • Beber de 1,5 a 2 litros de água por dia;
  • Diminuir a quantidade de carne vermelha, frango e peixes na dieta;
  • Dar preferência para alimentos diuréticos como melancia, pepino ou salsão. Veja uma lista de alimentos diuréticos;
  • Evitar o consumo de alimentos ricos em purinas, como fígado, rins e moela;
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Diminuir o consumo de produtos industrializados e com muito açúcar, como refrigerantes, bolachas, sorvetes ou comida pronta;
  • Perder ou manter o peso adequado, pois a obesidade e o sobrepeso são umas das causas do ácido úrico alto no sangue.

Além disso, é recomendado também praticar exercícios físicos regularmente, porque ajuda a manter o peso corporal adequado, equilibrando, assim, os níveis de ácido úrico.

Fonte: Tua Saúde!