A depilação a laser é um tratamento estético indicado para remoção de pelos de forma definitiva, podendo ser feito por mulheres ou homens nas regiões das axilas, pernas, virilha, região íntima e barba, por exemplo.

Esse tipo de tratamento utiliza feixes de luz que são convertidas em calor e absorvidas pela melanina, que é o pigmento do pelo, danificando a raiz do pelo de forma permanente, inibindo o crescimento do pelo.

A depilação a laser pode ser feita com diferentes aparelhos, de acordo com as características do pelo e tom de pele, podendo eliminar mais de 90% dos pelos, sendo necessários cerca de 4 a 6 sessões para eliminar totalmente os pelos da região tratada, e apenas 1 sessão anual, como forma de manutenção.


Quando é indicada

A depilação a laser é indicada para remoção permanente de pelos de regiões do corpo como:

  • Pernas e coxas;
  • Braços e antebraços;
  • Mãos e pés;
  • Virilha e região íntima;
  • Nádegas e região perianal;
  • Axilas;
  • Tórax ou costas;
  • Abdômen;
  • Pescoço.

Além disso, a depilação a laser pode ser feita no rosto, incluindo o buço, a região entre as sobrancelhas e a barba em homens, além das orelhas nos casos de hirsutismo. Entenda o que é o hirsutismo. 

Se deseja agendar uma depilação a laser, marque uma consulta com o dermatologista mais próximo à sua região:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Dermatologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Como funciona a depilação a laser

A depilação a laser funciona danificando o folículo piloso que está na fase anágena, que é a fase de crescimento do pelo, impedindo ou atrasando o seu crescimento.

O laser quando aplicado emite feixes de luz que são convertidos em calor, que é então absorvido pela melanina, que é o pigmento que dá cor ao pelo, e por isso, os resultados são melhores quando o pelo é mais escuro.

Além disso, por ter ação na melanina, antes de realizar a sessão, a pele não deve estar bronzeada, pois aumenta o risco de queimaduras na pele.

Cerca de 15 dias após o tratamento, os pelos ficam soltos e caem, dando uma falsa aparência de crescimento, mas estes são facilmente removidos no banho com uma esfoliação da pele. 

O laser funciona para pelos grisalhos, claros ou ruivos?

A depilação a laser não funciona em pelos grisalhos ou claros, pois não possuem muita melanina, não sendo indicado nesses casos.

Além disso, embora atualmente existam diversos aparelhos a laser, em pessoas com pelos ruivos, o laser pode não ter resultados eficazes.

Como se preparar

Para se preparar para a depilação a laser, alguns cuidados são importantes, como:

  • Não tomar sol ou fazer bronzeamento artificial por cerca de 10 a 15 dias antes da sessão;
  • Aplicar protetor solar diariamente, com no mínimo FPS 30;
  • Não fazer depilação com cera, pinça ou eletrólise cerca de 4 a 6 semanas antes do procedimento;
  • Não utilizar produtos contendo ácido retinoico, ácido glicólico ou ácido salicílico na região a ser tratada, por 7 dias antes e depois de cada sessão;
  • Não utilizar maquiagem no dia da sessão, caso a depilação seja no rosto;
  • Informar ao médico ou profissional de estética sobre o uso de remédios anticoagulantes, como heparina, varfarina ou ácido acetilsalicílico, pois pode ser recomendado interromper o uso alguns dias antes da sessão.
  • Beber bastante água e usar creme hidratante nos dias anteriores ao tratamento. 

As pessoas que clareiam os pelos do corpo podem fazer a depilação à laser, porque o laser atua diretamente sobre a raiz do pelo, que nunca muda de cor. 

Além disso, deve-se raspar os pelos com uma lâmina nova ou usar creme depilatório 1 dia antes ou no dia da sessão.

Como é feita

A depilação a laser é feita pelo dermatologista ou um profissional especialista em estética, seguindo alguns passos:

  1. Limpar a pele com álcool 70% para remover qualquer vestígio de oleosidade ou creme hidratante;
  2. Colocar o óculos de proteção e fornecer o óculos de proteção à pessoa;
  3. Raspar os pelos da área a ser tratada, caso a pessoa não tenha feito antes da sessão ou os pelos tiverem tamanho inadequado para a aplicação do laser; 
  4. Aplicar um creme ou gel anestésico no local, se necessário, e aguardar alguns minutos para fazer efeito;
  5. Retirar o creme ou gel anestésico da pele;
  6. Aplicar o laser na região a ser tratada.

Após cada região ser depilada pode ser feito o resfriamento da pele com gelo, spray ou gel frio, mas os equipamentos mais recentes contém uma ponteira que permite o resfriamento do local logo após cada disparo do laser. 

Ao final de cada sessão é recomendado aplicar uma loção calmante na pele tratada. 

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões de depilação a laser varia de acordo com a cor da pele e do pelo, espessura do pelo e do tamanho da área que será depilada, sendo que geralmente são necessárias cerca de 2 a 6 sessões.

O intervalo entre as sessões também pode variar de acordo com a região, sendo que em regiões em que os pelos crescem mais rápido o intervalo pode ser de 4 a 6 semanas, e para regiões que o pelo tem crescimento lento, o intervalo pode ser de 12 a 16 semanas, por exemplo.

Depilação a laser dói?

Durante a sessão de depilação a laser é normal sentir um pouco de dor e desconforto, como se fossem algumas picadinhas no local. 

Quanto mais fina e sensível for a pele da pessoa, ou quanto mais grosso o pelo, maior a chance de sentir dor durante a depilação.

Em alguns casos, pode ser aplicado um creme ou gel anestésico no local. No entanto, deve-se evitar a sua utilização pois a dor e a sensação de queimação intensa na pele são parâmetros importantes para o médico identificar se existe queimadura, e assim regular melhor o aparelho de laser. 

Como fica a pele depois da sessão?

Depois da primeira sessão de depilação à laser é normal que o local exato do pelo fique um pouquinho mais quente e avermelhado, sendo indicativo da excelência do tratamento. Essa irritação da pele desaparece depois de algumas horas. 

Por isso, depois de uma sessão de tratamento é preciso ter alguns cuidados com a pele para evitar que fique manchada e escura.

Cuidados após a depilação a laser

Após a depilação a laser são necessários alguns cuidados, como:

  • Aplicar uma loção calmante na pele depilada;
  • Evitar se expor ao sol ou fazer bronzeamento artificial no intervalo entre as sessões;
  • Usar protetor solar diariamente, com no mínimo FPS 30, e reaplicar sempre que necessário;
  • Evitar usar maquiagem por pelo menos 24 horas após a depilação a laser no rosto;
  • Não depilar com cera ou arrancar os pelos com pinça, durante o tratamento.

Além disso, o uso de lâmina nova ou cremes depilatórios entre as sessões é permitido porque conseguem preservar a raiz pelo, não comprometendo o tratamento. Veja também os cuidados após a depilação a laser na virilha.

Tipos de laser

Existem diferentes tipos de aparelhos a laser, que incluem:

1. Diodo

O laser diodo utiliza um comprimento de onda de 800 nm, que penetra mais profundamente na pele, sendo um tipo de laser que causa menos danos na pele, indicado para todos os tipos de pele, inclusive peles mais escuras.

2. Luz intensa pulsada

O laser de luz intensa pulsada (IPL) é um aparelho que emite flashes de luz com comprimento de onda menor, de 500 a 690 nm, não penetrando profundamente na pele, sendo menos eficaz e necessitando de mais sessões.

Esse tipo de laser pode ser indicado para todos os tipos de pele e para áreas maiores.

3. Laser Nd: YAG

O laser ND:YAG (laser de ítrio-alumínio-granada dopado com neodímio) utiliza comprimentos de onda de 1064 nm, que penetram melhor na pele, sendo indicado para todos os tipos de pele.

4. Alexandrite

O laser Alexandrite utiliza comprimento de onda de 755 nm, que tem uma boa capacidade de penetrar na pele, sendo um tipo de laser considerado eficaz, especialmente para pelos mais claros e pele clara ou morena.

5. Rubi

O laser Rubi utiliza comprimentos de onda de 694 nm, sendo indicado para pessoas de pele mais clara e com pelos escuros.

Quem pode fazer a depilação à laser

Todas as pessoas saudáveis, que não tenham nenhuma doença crônica, e que sejam maiores de 18 anos podem fazer a depilação à laser. 

Atualmente, os diferentes tipos de aparelhos a laser permitem realizar sessões em todos os tipos de pele até mesmo peles negras, sendo nesses casos indicado o laser diodo 800 nm e o laser Nd:YAG 1.064 nm. Saiba mais sobre a depilação em pele negra.

Na pele clara e morena clara, o laser Alexandrite é o mais eficaz, seguido do laser dioso, Nd:YAG e Rubi.

Contraindicações da depilação a laser

As contraindicações da depilação a laser incluem:

  • Pelos muito claros ou brancos; 
  • Diabetes ou pressão alta não controlados;
  • Herpes labial ou genital;
  • Epilepsia;
  • Gravidez;
  • Uso de remédios fotossensibilizantes, como a isotretinoína, nos 6 meses anteriores;
  • Doenças de pele, como a psoríase ou vitiligo;
  • Feridas abertas ou hematoma recente no local da exposição ao laser;
  • Pessoas em tratamento do câncer.

A depilação a laser pode ser realizada em quase todas as áreas do corpo com exceção das mucosas, da parte inferior das sobrancelhas e diretamente sobre os órgão genitais.

É importante que a depilação à laser seja realizada pelo dermatologista ou um profissional especializado em estética e em um ambiente adequado, uma vez que caso a intensidade do aparelho não estiver bem estabelecida, pode haver queimaduras, cicatrizes ou alteração da cor da pele (clara ou escura) da região tratada.

Fonte: Tua Saúde!