A Baía de Todos-os-Santos vai ganhar ainda mais vida a partir desta quarta-feira (5). De forma pioneira, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), inaugurou a primeira área de Plantio de Corais Marinhos, próximo à localidade de Mar Grande. A iniciativa, que tem a parceria com a ONG ProMar, marca a passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho.

O objetivo principal é garantir a preservação ambiental na baía mais extensa do Brasil e segunda maior do mundo. Os corais servem como habitat para milhões de espécies marinhas, fornecem barreiras naturais que protegem as linhas costeiras da erosão e são fundamentais para o sustento de centenas de milhões de pessoas. Devido ao aquecimento dos oceanos e das ações humanas, se faz necessário o cultivo de corais em águas profundas, como uma técnica promissora para a restauração desse importante ecossistema.

Fotos: Thuane Maria/GOVBA

De acordo com Zé Pescador, fundador da ONG ProMar, essa parceria com o estado é fundamental para a preservação do bioma marinho. “A gente tem essa importante parceria com o Governo do Estado para dar escala, para colocar a Bahia no lugar de destaque da restauração de ecossistemas, para colocar a Bahia no destaque do turismo regenerativo, do turismo científico, da geração de renda”. Segundo ele, a atuação conjunta pode render mais frutos. “O desenvolvimento disso vai chegar num parque marinho, na criação de corais, com a participação de famílias de pescadores. Então a gente está criando aí uma nova possibilidade também”.

Por ser considerada a capital da Amazônia Azul, a Baía de Todos-os-Santos foi escolhida como projeto-piloto da ação. A diretora de Política e Planejamento Ambiental, Luana Ribeiro, detalha que a intenção é retirar o coral sol, que é invasor, e plantar espécies nativas. “O Governo do Estado, pela primeira vez, vai implantar o sítio marinho, para a gente poder combater, de forma efetiva, essa espécie invasora e a manutenção dos nossos corais marinhos, que são super importantes para todas as outras espécies. São berçários de peixes, de moluscos, de crustáceos, então a gente precisa preservar eles”.

Fotos: Thuane Maria/GOVBA

A atividade tem a participação da comunidade de Mar Grande. A professora municipal Guiomar Barros reforça a iniciativa. “A importância é enorme e eu percebo que hoje, como o Dia Mundial do Meio Ambiente, nós estamos comemorando com consciência, que é trazer os menores a entender que o mundo precisa ser cuidado, o meio ambiente não suporta mais o lixo, o plástico, as coisas que estão acontecendo. É importante esse momento”.

Aliado a isso, foi assinado um Acordo de Cooperação Técnica para o desenvolvimento de um método de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) com foco nas comunidades pesqueiras tradicionais. As ações, voltadas para a preservação e restauração de ambientes marinhos e da zona costeira da Bahia, ocorrerão especialmente na Ilha de Itaparica.

Fotos: Thuane Maria/GOVBA

Luana explica que o foco está em potencializar o desenvolvimento da região, da proteção ambiental. “Realizar trabalhos de restauração, retirada das espécies invasoras, o plantio de corais marinhos, além de um estudo sobre a valoração dos serviços ambientais que os pescadores e marisqueiras prestam e uma instrução normativa para agregar isso no licenciamento e na fiscalização ambiental, para que os empreendimentos que venham para a Baía de Todos-os-Santos possam contribuir também com esse trabalho”. O acordo já vale a partir deste mês e se estende durante um ano, podendo ser prorrogado.

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, escolas do município foram até a sede do ProMar e assistiram palestras sobre a vida marinha e formas de preservação ambiental.

Repórter: Anderson Oliveira/GOVBA

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Daza Moreira

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.