Dorival Jr falou sobre os casos de Daniel Alves e Robinho Imagem: Rafael Ribeiro/CBF

Dorival Júnior, também em entrevista coletiva, tratou o tema como “delicado”, citou o sofrimento das famílias dos envolvidos, “especialmente as vítimas”, mas, ao falar da convivência com Robinho, em 2010, lembrou do ex-jogador como “uma pessoa maravilhosa”.

Em conversa com o UOL, o presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, foi mais direto, disse confiar na Justiça e afirmou que “cada um precisa pagar pelo crime que cometeu”.

O diretor de Comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, antecipou-se às respostas de Danilo e Dorival para falar sobre as ações recentes da entidade na conscientização e proteção de atletas.

Após o fim das entrevistas, Paiva enviou uma nota à imprensa com detalhes sobre projetos de “conscientização, prevenção e combate a todo o tipo de violência e ao assédio moral e sexual, dentro e fora dos campos”.

Leila Pereira, chefe de delegação da seleção brasileira
Leila Pereira, chefe de delegação da seleção brasileira Imagem: Rafael Ribeiro/CBF

Efeito Leila

O dia em que os casos de Daniel Alves e Robinho ficaram no centro das atenções foi um efeito direto das palavras de Leila Pereira ao UOL, na quinta-feira.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *