O Sistema Alerta do Rio de Janeiro registrou, neste sábado (16/3), um recorde na sensação térmica na cidade, com 60,1°C. Essa sesasção térmica foi recorde, superando os 59,7° registrados em novembro do ano passado. A estação onde a medição foi alcançada foi no bairro de Guaratiba, na zona oeste da cidade. A maior temperatura no dia também aconteceu nesse local, com 40°C. 

Desde sexta-feira (15/3), a capital fluminense está sob alerta amarelo devido a uma nova onda de calor. A previsão é de que as temperaturas subam 5°C acima da média por cerca de três dias. De acordo com a meteorologista-chefe do Sistema Alerta Rio, Raquel Franco, as temperaturas estarão elevadas, principalmente no domingo e na segunda-feira.

Raquel ressalta que é importante que a população se mantenha hidratada e evite exposição ao sol no horário entre 10h e 17h.

Sensação térmica elevada por todo o Brasil 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa que outros estados brasileiros também serão afetados pelo calor extremo. Sendo eles: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. 

foto colorida mostra paulistanos tomando sorvete na Avenida Paulista em dia sensação térmica com alta temperatura - Metrópoles
Inmet informa que outros estados brasileiros também serão afetados pelo calor extremo

São Paulo nessa sexta registrou temperatura de 34,3°C, equiparando o recorde histórico do mês de março deste ano e em 2012. Além das duas maiores de 2024, nos dias 8 e 9 de janeiro. Conforme o instituto, a série foi registrada, às 15h, na estação do Mirante de Santana, na zona norte. 

Outras áreas do país estão em alerta vermelho, como partes de São Paulo, do Mato Grosso do Sul, do Paraná e do Rio Grande do Sul. Portanto, as temperaturas podem ficar 5°C acima da média por cinco dias. Já áreas das regiões Sul, Norte e Nordeste estão sob alerta laranja, com expectativa de temperaturas elevadas por aproximadamente cinco dias.

Massa de ar quente

Segundo a Climatempo, as altas temperaturas ocorrem por causa de uma onda de calor provocada por uma massa de ar quente e seco instalada no centro-oeste do Brasil. Ela impede o avanço de frentes frias que podem amenizar as elevações nas temperaturas, o que deverá ocorrer a partir desta segunda-feira (18/3). Neste dia, a temperatura deverá variar entre 23ºC e 31ºC, na capital paulista, e com chuvas isoladas.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *