Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Osni Cardoso, “o galpão reflete o compromisso do Governo do Estado em fazer da Bahia um lugar cada vez mais sustentável, investindo em cooperativas que atuam com a proteção do meio ambiente, coletas seletivas, reciclagens, destinando os resíduos para ambientes seguros. Não estamos falando apenas de compromisso com a sustentabilidade, mas também de geração de empregos e renda em todo o território Litoral Norte e Agreste Baiano”.

Foto: Sarah Matos/SDR

Atualmente, a Associação de Catadores de Inhambupe, que fará a gestão do espaço, conta com 10 cooperados, que juntos recolhem aproximadamente 15 toneladas de materiais recicláveis por mês. Com a estrutura, a expectativa é de que o número de cooperados cresça e que a coleta de materiais recicláveis chegue a 100 toneladas mensais.

“É um sonho dos catadores do Estado da Bahia. É uma inovação, é tudo diferente para a gente. E nós esperamos aproveitar bastante essa oportunidade para transformar não só a vida dos associados da COOCAI, como também trazer novos associados para essa grande família da sustentabilidade do Estado”, celebrou o presidente da associação, Manoel Basílio.

Foto: Ítalo Oliveira/SDR

Segundo a COOCAI, a expectativa é zerar o lixo no território. 50% dele é orgânico, para ser compostado; 40% é reciclável e o restante será destinado para o descarte correto. Isso significa que 90% dos resíduos sólidos gerados no município e território vão gerar trabalho e renda.

Fonte: Ascom/SDR

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Lais Souza

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.