A Casa Branca saudou a decisão de Israel de abrir novos pontos de entrada para ajuda para entrar em Gaza na quinta-feira (4), dizendo que o movimento veio “a pedido do presidente após a ligação com o primeiro-ministro Netanyahu.”

A Casa Branca também reiterou que a política dos EUA em Gaza poderia mudar com base nas ações “imediatas” de Israel.

“Essas medidas, incluindo um compromisso de abrir o porto de Ashdod para a entrega direta de assistência em Gaza, abrir a passagem de Erez para uma nova rota de assistência para chegar ao norte de Gaza e aumentar significativamente as entregas da Jordânia diretamente em Gaza, agora devem ser implementadas completa e rapidamente”, disse a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Adrienne Watson, em um comunicado.

Watson reiterou que a política dos EUA “será determinada pela nossa avaliação da ação imediata de Israel sobre estas e outras medidas, incluindo medidas para proteger civis inocentes e a segurança dos trabalhadores humanitários.”

“Estamos preparados para trabalhar em plena coordenação com o Governo de Israel, os Governos da Jordânia e do Egito, as Nações Unidas e as organizações humanitárias, para garantir que essas importantes medidas sejam implementadas e resultem em um aumento significativo da assistência humanitária que chegue a civis em extrema necessidade em toda Gaza nos próximos dias e semanas”, escreveu ela.

Fonte: CNN Brasil