A Casa Branca disse, na segunda-feira (6), que não apoia a decisão de Israel de fechar a Al Jazeera, veículo de notícias 24 horas financiada pelo governo do Catar, no país. O Departamento de Estado americano classificou a medida como preocupante.

“O trabalho do jornalismo independente ao redor do mundo é absolutamente vital. É importante para cidadania e público informados, mas também é importante para contribuir no processo de formulação de políticas. Então não apoiamos isso”, disse o porta-voz da Segurança Nacional, John Kirby, na segunda-feira.

O Departamento de Estado disse que os Estados Unidos apoiam uma imprensa livre.

“Apoiamos o trabalho que jornalistas e meios de comunicação fazem. Não é segredo que tivemos nossas diferenças com a Al Jazeera ao longo dos anos, incluindo algumas das maneiras como eles cobrem esse conflito, mas apoiamos a mídia livre conduzindo suas operações em todo o mundo”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Matthew Miller, em uma coletiva de imprensa.

A decisão também foi condenada pelo Comitê para a Proteção dos Jornalistas e pelo Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas.

Fonte: CNN Brasil