O Seminário Bahia Empreende, com o tema “Ecoinovação: Ideias transformadoras”, foi iniciado com receptivo de baianas vestidas com seus trajes típicos e com sorrisos largos entregando fitinhas do Senhor do Bonfim. O evento foi realizado nesta sexta-feira (5), no Hotel Vila Galé, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Promovido pela Comissão de Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados, o evento tem como objetivo discutir os novos rumos da indústria, do comércio e dos serviços de empresas, em Camaçari, com foco em novas tecnologias e sustentabilidade, além de debater e explorar estratégias para a implementação de tecnologias limpas e sustentáveis, promovendo a economia verde, o compromisso socioambiental e o empreendedorismo regional.

Foto: Thuane Maria/GOVBA

O vice-governador Geraldo Júnior esteve presente na abertura do seminário e ressaltou a importância da iniciativa. “Essas ações são fundamentais para crescimento do país”, disse. Ele acrescentou que não adianta fortalecer a indústria sem a sustentabilidade. Além do vice-governador, estiveram presentes diversos deputados federais e estaduais, representantes das principais instituições financeiras da Bahia e outras autoridades.

Para a deputada federal Ivoneide Caetano o Brasil vive hoje uma transformação na indústria. Ela pontuou que a indústria é um motor vital para o desenvolvimento do país. “Vamos reunir todos esses segmentos para discutir, ver de que forma a Bahia pode cada vez mais potencializar através das políticas públicas, para que possamos gerar emprego e melhorar a vida das pessoas”, disse.

Foto: Thuane Maria/GOVBA

O presidente do Sebrae, Décio Lima destacou que “sustentabilidade que começa com um olhar sensível. Precisamos ter o nosso ecossistema e também o da inovação, nessa revolução que nós estamos tendo no mundo, na economia, com a presença da inteligência artificial. Portanto, é um grande momento para a Camaçari, para a Bahia e para o Brasil”.

Carlos Henrique de Oliveira Passos, presidente da Fieb, ressaltou que o Sistema Fieb está preparado para contribuir com o desenvolvimento das indústrias. Ele apontou que “os desafios para as empresas são imensos, mas que a Fieb está pronta para ajudar”. Passos também mencionou a necessidade do Brasil em considerar a transição energética e reconhecer o valor estratégico dessas empresas para o país.

Foto: Thuane Maria/GOVBA

Camaçari

Constituído por mais de 90 empresas químicas, petroquímicas e de outros ramos de atividade como indústrias de pneus, celulose solúvel, metalurgia do cobre, têxtil, fertilizantes, o município de Camaçari sedia o primeiro polo industrial planejado do Brasil. Agora, o polo experimenta um novo ciclo de expansão e de novos desafios para a neoindustrialização, uma nova fase ou abordagem da industrialização, caracterizada pela integração de avançadas tecnologias digitais e técnicas de produção mais eficientes e sustentáveis, gerando mais oportunidades de investimentos, emprego e renda para o estado e a região metropolitana.

Repórter: Suele Queiroz/GOVBA

Fonte: Clique aqui

Créditos do autor: Daza Moreira

Créditos da imagem: Reprodução/Divulgação

Os direitos de imagem e texto são de autoria dos respectivos autores e editores mencionados no post original. Consulte a fonte primária clicando em ‘Fonte: Clique aqui’. Esta plataforma respeita a legislação de direitos autorais vigente (Lei nº 9.610/1998) e compromete-se a retirar qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais mediante notificação apropriada. Clique em ‘Contato’ para falar conosco.