Fotos: Betto Jr./Secom PMS

O prefeito Bruno Reis participou, na tarde desta terça-feira (2), das celebrações do 2 de Julho no Campo Grande, com a chegada dos carros emblemáticos e o acendimento da Pira do Fogo Simbólico, e comemorou o sucesso popular dos festejos deste ano. Ele também acompanhou a cerimônia de hasteamento das bandeiras no 2º Distrito Naval, no Comércio.

“Essa, de todas as edições que eu participei do 2 de Julho em toda a minha vida, foi aquela com o maior número de pessoas na rua. O tempo também ajudou, sempre cai uma chuvinha, hoje não teve chuva, foi muito calor humano, muita alegria pelas ruas que nós passamos. Então, parabéns a toda a cidade e, em especial, à população por termos juntos realizado mais uma grande festa”, afirmou.

No Campo Grande, a Pira do Fogo Simbólico foi acesa pela paratleta Iracema Vilaronga, primeira triatleta com deficiência visual da Bahia. “Foi uma surpresa e me senti muito lisonjeada. É um privilégio como baiana, como brasileira, me sinto muito orgulhosa. Sendo mulher com deficiência visual, para mim é de uma responsabilidade e de um lisonjeio muito grande. Eu não tenho uma palavra para expressar”, disse ela, emocionada.

Entre o público, o momento foi de emoção e alegria. A aposentada Geraldina Rosário, 75 anos, disse que participa todos os anos da celebração do 2 de Julho. “Sentimento de vitória, de guerra e de luta. Está muito cheio, muito bonito”, afirmou ela, que foi sozinha do bairro de Pituaçu para acompanhar a celebração no Campo Grande.

Participação popular – O prefeito Bruno Reis exaltou o crescimento do 2 de Julho enquanto festa nacional, pois foi na Bahia que a independência do país se consolidou. “Prestamos nossa homenagem aos heróis da independência. Eles foram responsáveis pela nossa soberania popular, para que os brasileiros pudessem conduzir o seu destino. Então, sempre é de uma fundamental importância, celebrar esta data para que ela sempre fique marcada nas gerações presentes e nas gerações seguras”, afirmou.

Ele ainda agradeceu o apoio recebido pelas pessoas ao longo do cortejo entre a Lapinha e o Terreiro de Jesus pela manhã e, também, na cerimônia no Campo Grande pela tarde. “É muito gratificante ter esse reconhecimento popular por onde a gente passa, ser aplaudido, as pessoas agradecendo pelo trabalho que a gente está realizando. Isso, sem dúvidas, é muito gratificante, dá uma sensação de dever cumprido”, salientou.

Fonte: Clique aqui