O Programa Bahia Sem Fome realizou medidas para melhorar o acesso à água para os municípios baianos. O governo do estado estimou um investimento que gira em torno dos R$ 50 milhões.


Cerca de 1.125 cisternas calçadão de 52 mil litros e 1.722 barreiros trincheira familiar foram implementadas em 45 municípios do estado através de 15 lotes.


Jerônimo Rodrigues, governador da Bahia, reafirmou a importância do recurso hídrico para a vida dos baianos.


“Água é um recurso fundamental para a vida e para a produção de alimentos saudáveis. Sem água, não há comida, não há vida. Estamos comprometidos em trabalhar para garantir o acesso a esse recurso vital e para que a sua utilização seja realizada de forma eficiente”.


O Programa Bahia Sem Fome é coordenado por Tiago Pereira. O coordenador falou sobre as prioridades da iniciativa. 


“Nessa dimensão da transversalidade das políticas e da ação do Estado, a água é um eixo prioritário do Programa Bahia Sem Fome, da Política de Segurança Alimentar e Nutricional, da Política de Agroecologia e Produção Orgânica e da Política de Convivência com o Semiárido. Portanto, essa é uma das nossas principais entregas, porque a gente compreende que investir em tecnologias de água é de fundamental importância para a manutenção da vida, para a produção de alimentos saudáveis e para que a gente possa, de fato, continuar construindo a dignidade e autonomia das famílias menos favorecidas no Estado da Bahia”, explica Tiago Pereira.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *