O goleiro Adriel, do Bahia, reconheceu que fez uma partida ruim contra o Jequié-BA neste sábado (16), na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela semifinal do Campeonato Baiano. Apesar da vitória tricolor por 4 a 1, o arqueiro foi cobrado por um lance em que tentou sair jogando com os pés e perdeu a bola.

Aos 48 minutos do segundo tempo, quando a partida já estava 4 a 1, Kaynan roubou a bola de Adriel e viu o gol sem goleiro. No entanto, quando finalizou, o lateral-direito Gilberto estava bem para fazer o corte. O lance gerou duas reações na torcida: primeiro, vaias, e depois, apoio.

“Não lido bem com minha atuação, poderia ter sido melhor. Me deixou bastante chateado, porque sei da minha qualidade. Hoje, teve alguns lances em que deixei a desejar. A vaia é normal, acontece, como foi no ano passado. Não vai ser a primeira vez e nem a última”, avaliou o atleta, em entrevista na zona mista da Fonte.

Adriel tem 23 anos e, nesta temporada, já atuou em oito jogos pelo Esquadrão de Aço. Sofreu sete gols. Ele vem sendo a opção do técnico Rogério Ceni no Campeonato Baiano, enquanto Marcos Felipe disputa as demais competições. Recentemente, o jovem arqueiro teve seu contrato de empréstimo com o Tricolor renovado até o fim de 2024. Ele pertence ao Grêmio.

Pronto para a final?

Caso o rodízio na meta se mantenha, Adriel será o titular do Bahia na final do Campeonato Baiano. O clube aguarda o vencedor do confronto entre Vitória e Barcelona-BA, que se enfrentam neste domingo (17), no Barradão. O goleiro se diz pronto para o desafio.

“Sim, com certeza. Isso não vai me tirar a confiança, jamais. Erros acontecem. Cabe à nós reagirmos da melhor forma”, cravou.

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *