Gabriel brilhou no primeiro tempo. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Neste domingo (17), no Estádio Alfredo Jaconi, Inter e Juventude empataram em 0 a 0  na partida de ida da semifinal do Campeonato Gaúcho 2024.

O jogo foi marcado por disputas fortes, muita discussão e chances perdidas. No primeiros tempo, as duas equipes tiveram chances claras para marcar.

Aos 23 minutos de jogo, Enner Valencia entrou cara a cara com o goleiro do Juventude, tentou o drible, e Gabriel ficou com a bola.

leia também

Aos 25 minutos, o Inter recuperou a bola, Mauricio passou para Alan Patrick, que cruzou para Valencia na área. O equatoriano, sem marcação, chutou em cima de do goleiro Gabriel.

Depois deste lance, o Juventude assustou no ataque. Gilberto foi lançado no ataque. Ele ganhou da defesa colorada, mas adiantou demais a bola e Anthoni saiu para abafar a conclusão e salvar o Inter.

No início do segundo tempo, o Juventude perdeu uma chance clara de gol. Com menos de um minuto, Jean Carlos ficou cara a cara com Anthoni, tentou driblar, mas o goleiro defendeu.

Aos poucos o jogo passou a ser mais “brigado” e ficou ruim, sem chances claras de gol para as duas equipes. Com o resultado, fica tudo para o Beira-Rio, no dia 25 de março. Quem ganhar avança. Em caso de novo empate, pênaltis.

Coletiva 

Após o jogo, na coletiva, Eduardo Coudet comentou sobre o desempenho do Inter diante do Juventude. “Acho que sentimos o desgaste. Mas isso não tira o mérito do rival que soube se portar bem”, ressaltou.

“Para mim, não ganhar, nunca será um bom resultado. Sempre nos preparamos para ganhar. Mas é um jogo de 180 minutos. Temos que nos preparar para decidir com nossa torcida. Novamente, não é desculpa, mas sentimos o desgaste”, disse.

“Trabalharemos para não ter dificuldades em casa da mesma maneira que tivemos aqui hoje”, completou o treinador do Inter.

Segundo Roger Machado, faltou sorte para a equipe do Juventude no duelo contra o Inter.

“Fizemos um grande jogo, taticamente e fisicamente. Nos mantemos equilibrados emocionalmente na partida toda. De um modo geral, tivemos uma leve superioridade no primeiro tempo. Mas no segundo, deveríamos ter a sorte de ter vencido. Ajustamos nossa subida de pressão e criamos as melhores chances”, disse o treinador do time alviverde.

“Foi um grande jogo, para quem gosta de jogo grande, poderíamos ter sorte melhor na partida. Mas vamos decidir fora, no Beira-Rio. O confronto está em aberto”, completou Roger.

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *